Filtrar Notícias da Fundação COGE

Limpar            

Ministério Público aprova Prestação de Contas 2012

25/05/2014
Conforme Portaria nº 13/2014, de 27 de fevereiro de 2014, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, através do Promotor de Justiça, Dr. Alexey Kolouboff, aprovou, sem qualquer ressalva, as contas da Fundação COGE relativas ao ano de 2012. Destacamos que, durante todos os seus 16 anos de existência, a Fundação COGE sempre teve suas contas aprovadas sem quaisquer ressalvas, o que atesta, sem dúvida, sua idoneidade e credibilidade, em face, inclusive, mas não somente, do prestígio que desfruta o Ministério Público em nossa sociedade.

Taxa de Admissão da Fundação COGE

24/05/2014
O Conselho de Curadores da Fundação COGE, órgão máximo da instituição, em reunião realizada no dia 23 de maio, aprovou os novos valores corrigidos para Taxa de Admissão de empresas na Fundação COGE, sendo que os valores iniciais das Taxas de Admissão de R$ 10.000,00 (dez mil reais) para receita anual até R$ 200 milhões de reais; R$ 15.000,00 (quinze mil reais) para receita de R$ 200 milhões até 600 milhões de reais; e de R$ 20.000,00 (vinte mil reais) para receita superior a R$ 600 milhões de reais foram alterados para: R$ 10.000,00 (dez mil reais) para receita anual até R$ 200 milhões de reais. R$ 15.000,00 (quinze mil reais) para receita anual de R$ 200 milhões até R$ 400 milhões de reais; de R$ 20.000,00 (vinte mil reais) para receita de R$ 400 milhões a R$ 600 milhões de reais. de R$ 30.000,00 (trinta mil reais) para receita anual de R$ 600 milhões a R$ 1 bilhão de reais e R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) para receita acima de R$ 1 bilhão de reais, valores que foram aprovados pelo Conselho Diretor, em especial por não se tratar de aumento real, mas de simples atualização, muito inferior à correção monetária do período, para vigorar a partir de 01 de junho de 2014.

Conselho aprova Orçamento 2014

13/12/2013
O Conselho de Curadores da Fundação COGE, órgão máximo da instituição, em reunião realizada no dia 13 de dezembro, presidida pela Dra. Margaret Groff, Diretora Executiva de Itaipu, aprovou o orçamento para o ano de 2014, bem como o Programa de Trabalho e a Destinação Social dos Resultados para o ano vindouro. A reunião foi bem proveitosa, começando com o Painel: Os desafios da Lei das Concessões e Medidas Prioritárias Decorrentes, coordenado pelo Diretor Presidente da ELETRONORTE, Dr. Josias Matos de Araujo e com a participação do Diretor da CPFL, Dr. Rodolfo Nardez Sirol, e do Diretor de FURNAS, Dr. Luis Fernando Paroli Santos. Os três dirigentes fizeram brilhantes exposições de seus pontos de vista, demonstraram o que, na prática já está sendo feito, e, posteriormente, debateram com os demais Conselheiros as questões abordadas. Logo após, tivemos a Palestra do Dr. Hermes Jorge Chipp, Diretor Geral do ONS: "A Segurança da Operação do Sistema Elétrico Brasileiro e seus desafios", de conteúdo muito rico em informações relevantes para os gestores do sistema elétrico brasileiro. O Presidente da Fundação COGE, Dr. Armando Shalders Neto, enfatizou  a importância do estreitamento de relação entre o Conselho de Curadores e o Conselho Diretor e a Diretoria Executiva, afirmando que só essa união poderá fortalecer, cada vez mais, as empresas e a Fundação COGE.

4º TURMA MBA

20/11/2013
Com o objetivo de conduzir os participantes de diversas áreas, buscando o aprofundamento do conhecimento e a aplicação prática, na recuperação do papel da empresa estatal como instrumento de implementação de políticas públicas, a Fundação COGE e a FranklinCovey iniciaram, dia 20 de novembro de 2013, as aulas da quarta turma do MBA Executivo em Liderança e Gestão de Empresas Estatais, coordenado pelo Diretor Superintendente da Fundação COGE, Dr. Jorge Nunes de Oliveira, e pelo Diretor da FranklinCovey Prof. Valdemir Neri. Estamos certos de que esta iniciativa irá preencher uma lacuna existente no Brasil e servirá como complemento às universidades corporativas das empresas estatais. Os professores e palestrantes convidados são renomados especialistas ou executivos com larga experiência em gestão pública ou temas de alta relevância. O curso tem duração prevista de 12 meses. Na solenidade de abertura, acontecida no Centro de treinamento da ELETRONORTE em Brasília, o Dr. Tito Cardoso de Oliveira, Diretor de Gestão Corporativa da ELETRONORTE, a Drª. Eden Brasilia Damasceno, Superintendente de Educação e Conhecimento da ELETRONORTE, o Prof. Enrique Jeronimo Saravia do Conselho Consultivo do MBA e o Diretor Superintendente da Fundação COGE, Dr. Jorge Nunes de Oliveira, dirigiram palavras de boas vindas aos 22 participantes.

8º SENSE

04/09/2013
No período de 01 a 04 de setembro de 2013, a Fundação COGE realizou, em parceria com ITAIPU Binacional, nas dependências do seu Parque Tecnológico, em Foz do Iguaçu – Paraná, o Seminário Nacional de Segurança e Saúde no Setor Elétrico Brasileiro - 8º SENSE (Abertura feita pelo Presidente do Conselho de Curadores da Fundação COGE, Dr. Marco Antonio Rodrigues da Cunha). O 8º SENSE reuniu 450 participantes, envolvendo um público circulante (expositores, convidados etc.) superior a 500 pessoas. No domingo, dia 01/09/2013, foram realizados 9 (nove) cursos Pré-Seminário, totalizando 320 treinandos. Participaram do evento 95 empresas, sendo 54 do setor elétrico. Foram realizados 6 (seis) painéis, desenvolvidos de forma tripartite, contando, ainda, com a participação de 5 (cinco) consultores internacionais de renome e apresentações de 78 (setenta e oito) Contribuições Técnicas consideradas como práticas de sucesso das Empresas. O 8º SENSE teve como objetivo o aperfeiçoamento da gestão de Segurança e Saúde no Trabalho e redução de acidentes no Setor Elétrico, mediante intercâmbio de experiências e atualização técnica dos profissionais das áreas de Segurança do Trabalho, Saúde e Bem-Estar, Construção, Operação e Manutenção de Sistemas Elétricos, Recursos Humanos e outras afins, bem como de outros setores coligados. As conclusões do evento, que contou com a participação do Diretor Geral de Itaipu, Dr. Jorge Miguel Samek, servirão, com certeza, para nortear ações Tripartite (Representantes do Governo, Empresas e Trabalhadores) necessárias à redução dos acidentes no Setor Elétrico Brasileiro.

Página 4 de 14