Motorista abastece em posto de combustível de hidrogênio nos Estados Unidos

AIE DIZ QUE HIDROGÊNIO PODE SER A CHAVE NA TRANSIÇÃO ENERGÉTICA

Um estudo da Agência Internacional de Energia (AIE) aponta que o hidrogênio pode ser a chave para a transição energética, desde que algumas medidas sejam adotadas para aumentar sua utilização e reduzir seu custo.

Segundo a agência, o hidrogênio produzido a partir da energia verde ainda é caro, mas os custos de produção poderiam diminuir em 30% até o final de 2030. A queda dos preços das energias renováveis e a uma mudança de escala da produção de hidrogênio são algumas das dificuldades.

Hoje, o hidrogênio é produzido quase inteiramente com base em gás e carvão, o que provoca a emissão de 830 milhões toneladas de CO2 por ano. Esse total equivale às emissões combinadas de Reino Unido e Indonésia.

Outro empecilho, de acordo com a AIE, é que o desenvolvimento de infraestruturas é lento e impede a adoção de hidrogênio de forma generalizada.

Por isso, a agência recomenda a criação de infraestruturas como gasodutos para o gás natural.

O hidrogênio, que está envolvido na fabricação e no refino de produtos químicos, pode reduzir as emissões de carbono em alguns setores, especialmente o de transportes, incluindo de longa distância, bem como o setor químico e a indústria metalúrgica.



Página 4 de 123